CRÍTICA: "Miss Universo" varia entre o futil e o desagradável

Charmosas, boa moças e lindas (quer dizer, nem tanto assim) as misses 'mundo a fora' disputaram na última segunda-feira (12) o prêmio máximo da chatice humana, o Miss Universo
Entre uma monte de mulher feia, poderiam dar a coroa de Miss Universo
à mocinha de 'Avatar', de James Cameron (divulgação).
O pior disso tudo, que concurso de Miss Universo é esse se apenas este mundo - de humanos, ou desumanos - participam. Cadê a bonita de Marte, Urano e Plutão? Muito estranho isso, a premiação promovida pela Band - a primeira vez aqui no Brasil - não traz nada de tão importante. As apresentações das brasileiras, Bebel Gilberto e Claudia Leite, foram de fazer qualquer um chorar - de rir ou ódio - quanta coisa horrorosa.
Bebel cantando seus sucessos 'na américa' enquanto a 'cantora baiana' Claudia Leite, fazia apresentações tão fuleiras em inglês e espanhol quanto aquelas que é acostumada a fazer no trio elétrico no carnaval, é uma verdadeira promoção do Brasil esteriotipado que somos acostumados a ver lá fora, samba e mata em um evento grotesco. O que eram aqueles cenários - dignos da TV Cultura, no Senta Que Lá Vem História - simulando uma mata? Foi de morrer.
A Band e seus parceiros poderiam ter caprichado um pouco mais na premiação. Colocar alguém de peso, cantando músicas genuinamente brasileiras, apesar do evento ser inteiramente em inglês, a emissora brasileira poderia tentar emplacar suas regras também, mas foi em vão. Um grande exemplo é colocar a magnífica Vanessa da Mata para fazer o show, seria uma ameaça né? Ela é tão linda que ‘roubaria’ a coroa de todas aquelas mulheres sem nomes chamadas de “Miss cacete a quatro”.
Entre um monte de mulher feia, poderiam dar a coroa de "Miss Universo" à mocinha de 'Avatar', de James Cameron, seria bem mais digno como o título da 'premiação' sugere: Miss Universo. E por ironia do destino é ganha-se uma miss que fala português, olha que loucura? A emissora conseguiu promover a beleza (existe gosto para tudo) e chatice, mas o glamour perdidos há décadas, não conseguirá, desta forma, jamais.
Cotação: Péssimo!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.