#protestoSP: 84% dos Manifestantes não têm partido político, segundo Datafolha - geraldopost

Opinião, Informação e Entretenimento.

#protestoSP: 84% dos Manifestantes não têm partido político, segundo Datafolha

#protestoSP: 84% dos Manifestantes não têm partido político, segundo Datafolha

Share This

Segundo pesquisa realizada pelo instituto Datafolha e divulgada nesta terça (18) pelo jornal Folha de S. Paulo 84% dos manifestantes do 5º Ato realizado ontem (17) com concentração no Largo da Batata, não têm partido político de preferência.
Ainda segundo informações do Datafolha, 65 mil pessoas foram ao ato que se dividiu em duas frentes, um partiu para o Palácio do Governador no Morumbi (esta ainda foi divida em dois grupos que se encontraram na ponte Octavio Frias de Oliveira) e outra se reuniu na Avenida Paulista.
A pesquisa ainda mostrou que 77% têm nível superior, 22% são estudantes, 53% com menos de 25 anos e 71% participaram pela primeira vez do protesto que foi organizado pelo Facebook.
A internet foi a maior aliada dos manifestantes quando se fala em informações, 85% afirmaram se informar pela rede, 81% afirmaram ter informações pelo facebook.
O protesto de que foi marcado pela TAG nas redes sociais como #sp17j, #vemprarua #OGiganteAcordou #protestoSP e muitas outras, foi o maior desde o movimento caras-pintadas que em 1992 pediu i impeachment de Fernando Collor, que reuniu 350 milo manifestantes, segundo a PM.
MOTIVOS
Ainda segundo a pesquisa 56% afirmaram que foram a Manifestação para 'protestar contra o aumento da passagem', 40% contra a corrupção, 31% contra a violência/repressão, 27% por 'um transporte de melhor qualidade', 24% contras os políticos e 14% pela 'tarifa zero/passe livre'.
NÚMEROS
O primeiro Ato de 6 de junho reuniu 2 mil participantes segundo a PM e 6 mil segundo os organizadores, com saldo de 8 manifestantes e 2 PM feridos, 15 manifestante detidos, 9 liberados e 6 autuados.
Em 7 de junho, no segundo Ato 5 mil manifestantes segundo a PM, com 226 km de congestionamento e 109 mil reais em prejuízo.
No terceiro grande Ato 5 mil manifestantes segundo a PM e 2 mil segundo a Secretaria de Segurança Pública, 87 ônibus depredados, 19 manifestantes detidos, 6 liberado e 13 autuados, com 38 feridos (8 policiais).
O quarto Ato foi o maior e mais violento no dia 13 de junho, com 5 mil manifestantes segundo a PM e 20 mil segundo a organização. 237 manifestantes foram detidos, 4 foram autuados. E a violência aumentou, 105 manifestantes, 18 policiais e 15 jornalistas ficaram feridos.
PRÓXIMO ATO
O Movimento Passe Livre marcou para hoje (18) o 6º Ato na Praça da Sé, marcado para às 17h. Os manifestantes deve se reunir com Fernando Haddad na quarta (19) no Sindicato dos Jornalistas às 10h.

Pages