Associação Desportiva da PM de São Paulo é condenada por homofobia

A Associação Desportiva da Polícia Militar do Estado de São Paulo - ADPM Falcão Azul, foi condenada por homofobia ao se negar a aceitar a companheira de uma de suas sócias, mesmo após a mesma apresentar documentos documentos necessários e com união estável comprovada.
Paulo Alcides Amaral Salles, relato do caso, concluiu que a a sócia e a companheira sofreram homofobia, já que a ADPM não apresentou outra razão para impedir a inclusão da companheira como dependente.
"De rigor, portanto, o acolhimento da pretensão da autora, inclusive para o fim de se condenar o réu ao pagamento de indenização por danos morais, cabendo observar, neste particular, que a simples recursa em se não acolher o pedido da autora de inclusão da dependente em razão da opção sexual é suficiente para caracterizar o dano à honra, mesmo que não tenha havido exposição pública a situação vexatória", informa o Acórdão sobre o caso.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.