De forca a lâmpada na cara, gays são mortos por serem gays

Um dos assuntos mais comentados da semana foi a cena de amor e sexo entre dois homens, homossexuais, na novela Liberdade Liberdade, preciso dizer assim do que cair na mesmice e no sensacionalismo grosteco de dizer sexo gay. Até mesmo por que a cena não fora uma cena de puro sexo, como gays e heterossexuais fazem na vida real, tudo foi desenrolado pela paixão e o amor que o casal André e Tolentino, Caio Blat e Ricardo Pereira, desenrolaram por meses.
A cena é histórica, nunca se tinha mostrado dois homens 'se pegando' de forma clara - mesmo que a cena tenha sido conduzida de forma contida para não transformar o horário das 23 horas em um cine privê, até mesmo pelo simples fato de não haver razão para tal. Nos últimos dias os atores, o diretor e própria emissora tem dado entrevistas e soltado notas referentes à ação, que continua sendo criticada e elogiada pro diversos membros, sejam eles evangélicos, católicos e até mesmo dentro do segmento LGBT.
Todo cidadão, como manda a lei (sic), tem direito de expressar a sua opinião, assim como lhes escrevo, seja ela a favor ou contra qualquer coisa. O que não se pode deixar desenrolar na sociedade é o ato discriminatório, assim como ninguém é obrigado a gostar de nada, ninguém é obrigado a mudar sua natureza por que o outro não concorda. O personagem André será levado à forca e morrerá por prática da "sodomia", que na época em que a trama se desenrola era pecado.
Muitos dos governantes do passado  foram adeptos da homossexualidade, como mostra o artigo do site Guia do Estudante. Entre os Governantes da Idade Moderna - esta em que vivemos - são poucos aqueles que assumem ou assumiram tal ato, um dos raros exemplos está o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) que luta pelas políticas LGBTs e é achincalhado quase que diariamente, por defender leis dignas até mesmo em causa própria.
Nada mudou da época de Liberdade Liberdade para hoje, se antes a homossexualidade era condenada por uma lei, mesmo que obsoleta, hoje a condenação vem a partir da sociedade, que não evoluiu. Apenas a forma de praticar a homofobia, que era era comj a forca e hoje é com a lâmpada na cara.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.