#DemarcaçãoJá: Índios da Aldeia Guarani no Jaraguá, em São Paulo, protestaram pela "Demarcação Já"

Protesto da Aldeia Guarani, no Jaraguá, em São Paulo (Foto: Arthur Brambilla/Facebook)
O protesto realizado na Avenida Turística, no Jaraguá, zona noroeste de São Paulo, na manhã de sexta-feira (28) não teve nenhuma interferência ou razão que não seja pela Demarcação, diferentemente do que foi publicado e noticiado em diversas meios de comunicação, como no perfil da Rádio Bandeirantes, no Twitter, veja abaixo:


GERALDOPOST recebeu a informação desta paralisação na manhã de sexta pelo WhatsApp "No Jaraguá tem índio bloqueando a passagem e ameaçando as pessoas com arco e flecha". No post realizado pela Rádio BandNews FM no Facebook o mesmo vídeo foi intensamente criticado, um dos usuários disse "Mas eles trabalham registrados? Ou só participam do minha fecha minha vida! Tanto motivo para protestarem e se juntam com sindicato? Partiu Google achar o sindicato dos índios...", disse um homem ex-soldado do exército brasileiro que teve 136 curtidas no comentário.

Uma mulher de Belo Horizonte, comentou: "Será que eles estão aí à toa? Ou será Pq sempre foram marginalizados, perderam suas terras e agora esse governo que aí está se nega a demarcar suas poucas terras que ainda existem? Acho que eles deveriam estar com flores na mão, daria muito resultado Hahaha!", e teve 108 curtidas e teve mais de 140 comentários e 1400 compartilhamentos.

O Professor universitário de Ed. Física, Arthur Brambilla, da escola E.E.Indígena Djekupé Amba Arandy e apoiador Indigenista da Aldeia em geral, morador da região e que participou da manifestação ao lado dos índios guaranis, fez uma postagem no Facebook explicando o ato: "A luta é apenas pela Demarcação ! APENAS! Pois o governo dificulta o avanço no processo de reconhecimento de suas terras sagradas...", confira o post completo abaixo: 



DOAÇÃO DE ROUPAS

Uma reportagem do SPTV do dia 1º de abril mostrou que os índios da aldeia do Jaraguá estão precisando de doação de roupas e alimentos devido à chegada do frio, o Jaraguá é uma das regiões mais frias de São Paulo. Assista AQUI. A aldeia que fica na Avenida Turística travessa com Comendador José de Matos, 386, Pico do Jaraguá. Tel. (11) 3902 3682.

A aldeia é no pé do Parque Estadual do Jaraguá, popularmente conhecida como Pico do Jaraguá, tem um Centros de Educação e Cultura Indígena (Ceci), uma espécie de CEU que Marta Suplicy criou em sua gestão (2004-2008), na Prefeitura de São Paulo.

Arthur, em uma conversa pelo Messenger, no Facebook, nos disse que está elaborando uma apresentação "O dia da Beleza Indígena", que irão apresentar a Aldeia para as pessoas que queiram fazer uma visita guiada ao lado do professor Thiago Henrique Karai Djekupe, jovem liderança M'Bya Gurani, e Conselheiro Distrital de Saúde Indígena.

"Eles [nativos] vão apresentar a Aldeia, seus costumes, seus cantos e suas danças, farão suas comidas tradicionais. Nós cuidamos de abelhas sem ferrões, hoje em dia estão em extinção", um dos pontos que serão ressaltados será o abandono com que eles vivem. "Iremos esclarecer todas as questões da sujeira, do abando dos animais, das roupas, celular e muito mais", completou o professor universitário.


Famosos lançaram na semana passada a canção "Demarcação Já" em que clamam pela demarcação. Entre os artistas estão Ney Matogrosso, Elza Soares, Gilberto Gil, Maria Bethânia e Chico César: “Depois de mais de cinco séculos e de n ciclos de etno genocídios, o índio vive meio a mil flagelos, já tendo sido morto”, canta Chico César.

Os indígenas foram recebidos pela Polícia Legislativa com bombas de efeito moral, spray de pimenta e balas de borracha, ao fazerem uma ocupação pacífica na segunda-feira (24).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.