"O tapa na cara sempre foi um clássico dos folhetins", diz Gloria Perez autora de "A Força do Querer" - geraldopost

Opinião, Informação e Entretenimento.

"O tapa na cara sempre foi um clássico dos folhetins", diz Gloria Perez autora de "A Força do Querer"

"O tapa na cara sempre foi um clássico dos folhetins", diz Gloria Perez autora de "A Força do Querer"

Share This
Joyce dá um tapa na cara do marido (TV Globo)
Joyce (Maria Fernanda Cândido) não poupou o marido Eugênio (Dan Stulbach) e deu-lhe um tapa na cara em "A Força do Querer", no capítulo de segunda-feira (25). Em uma discussão sobre a gravidez da ex-amante do marido, Joyce perdeu a paciência e o agrediu, a cena foi no primeiro bloco do capítulo e foi intensamente comentada nas redes sociais.

LEIA TAMBÉM

Eugênio, após uma semana de enrolação, finalmente contou para a esposa que Irene está grávida e que o filho é dele. Joyce surta e acusa o marido de ter acabo com o casamento dos dois, ele tenta reverter dizendo que se pudesse voltaria no tempo e não se relacionaria com a psicopata.

MACHISMO

Em cena exibida no dia 24 de julho, quando Joyce deu sapatadas na cara de Irene (Debora Falabella), a novelista foi acusada de machismo ao colocar a amante como a principal responsável por uma traição conjugal, o recurso dramatúrgico de briga entre mulheres, para alguns apenas ressalta o machismo impregnado na sociedade brasileira, para outros foi apenas um recurso dramatúrgico.

Acusada de colocar duas mulheres brigando "por causa de homem", o que é uma inverdade: Gloria Perez usou de um recurso dramatúrgico da teledramaturgia, que é o acerto de contas entre a mocinha e vilã, para fomentar ainda mais audiência, o que não é nenhum pecado.

Questionada se as cenas seriam uma resposta às críticas que recebeu a novelista disse: "Claro que não! É só uma mulher irada! O tapa na cara sempre foi um clássico dos folhetins, agora tudo tem que ter uma mensagem...".

OPINIÃO:

Assista as cenas abaixo e a prévia do capítulo de hoje na sequência:



Pages