"Lá fora eu sempre tive esse reconhecimento", Gloria Perez ao ser chamada de "rainha das telenovelas brasileiras" pela Variety - geraldopost

Opinião, Informação e Entretenimento.

"Lá fora eu sempre tive esse reconhecimento", Gloria Perez ao ser chamada de "rainha das telenovelas brasileiras" pela Variety

"Lá fora eu sempre tive esse reconhecimento", Gloria Perez ao ser chamada de "rainha das telenovelas brasileiras" pela Variety

Share This
A autora Gloria Perez (Foto/Divulgação/TV Globo) foi chamada de rainha das telenovelas brasileira pela revista Variety, em uma reportagem de divulgação da novela "A Força do Querer" que nos Estados Unidos é chamada de "The Edge of Desire".

Entre os assuntos abordados está a abordagem em torno da transexualidade, através da personagem Ivana/Ivan (Carol Duarte). "Eu acredito que os escritores sempre escrevem sobre o que mais os interessa, e as questões contemporâneas são o que me interessa. Eu tenho um histórico na história. Vi muita desinformação, preconceito e curiosidade em torno dos transexuais", disse Gloria Perez.

"O assunto estava lá fora, e precisávamos abordá-lo. O formato de trabalho aberto das telenovelas nos permite dialogar extensivamente com o público. 'A Força do Querer' iniciou esse diálogo. Quando considero escrever sobre um tema, faço pesquisas extensivas utilizando um método antropológico. Conheço pessoas pessoalmente, vivendo entre elas. Isso é essencial para eu traduzir seus sentimentos em personagens. Toda a equipe também está envolvida nesta pesquisa: diretores, atores e produtores", completou. Ao ser questionada sobre assuntos que antes não poderiam ser abordados, a autora volta a tocar no assunto dos transexuais.

"Teria sido impossível falar sobre transsexuais antes, pelo menos na maneira como nos aproximamos do assunto. Poderíamos ter personagens de transição - como tivemos em telenovelas do passado -, mas falar sobre seus sentimentos e sobre a forma como fizeram a transição teria sido impossível", disse. Gloria Perez em 1985, entregou a sinopse da trama "De Corpo e Alma", abordando a transexualidade, mas foi vetada pela emissora.

Entre outros estão está a abordagem da personagem Ritinha (Isis Valverde) e o enredo sobre Bibi perigosa (Juliana Paes), Gloria ainda ressaltou que escreve suas obras sozinha e explica a diferença entre as tramas americanas e brasileiras.

Procurada por GERALDOPOST, Gloria Perez fez um comentário rápido sobre o assunto. "Lá fora eu sempre tive esse reconhecimento". Pois é, o Brasil parece mesmo atrasado. Leia a entrevista completa AQUI.

Pages