#BlocoDoSofá: Inédito, "O Próximo Samba" será exibido no Canal Brasil - geraldopost

Opinião, Informação e Entretenimento.


O documentário "O Próximo Samba", de Marcelo Lavandoski, será exibido nesta terça (6) no canal Brasil, a obra acompanha os preparativos para o Carnaval 2016 da "Estação Primeira de Mangueira" que homenageou a cantora Maria Bethânia e foi campeã do Carnaval do Rio.

Sinopse: O documentário de Marcelo Lavandoski acompanha a preparação da Mangueira para o desfile de 2016, que levou à avenida o enredo vencedor do ano: “Maria Bethânia, a Menina dos Olhos de Oyá”. O filme mostra detalhes do desenho inicial das fantasias, da concepção da sinopse do tema e da escolha final do samba. A homenageada conta como recebeu a notícia do tributo, a aprovação de seu orixá para o tema e a emoção de entrar na avenida como a grande atração do desfile. As cantoras Alcione e Beth Carvalho relatam a sensação de entrar na Marquês de Sapucaí ao som da icônica bateria da agremiação e o dançarino e coreógrafo Carlinhos de Jesus resgata o sentimento de olhar para o chão e encarar a avenida ainda vazia.
Terça, dia 6, às 22h
Classificação: 12 anos



Além desta obra inédita na TV o canal vai ainda exibir, shows e filmes, confira:

Mostra Carnaval

Pra Quem Gosta de Samba
Segunda, dia 5, às 18h.
Classificação: Livre
Sinopse: Artistas consagrados e nomes da nova geração se unem para interpretar os maiores sucessos da carreira no ritmo mais brasileiro de todos. Participações de Zeca Pagodinho, Beth Carvalho e muitos outros.

É Tudo Verdade - Memória em Verde e Rosa
Segunda, dia 5, às 22h
Classificação: Livre
Sinopse: O documentarista Pedro Von Krüger sobe o morro para conhecer um pouco mais da história da Estação Primeira de Mangueira a partir de depoimentos de alguns dos principais nomes responsáveis por transformar a escola em um verdadeiro patrimônio da cidade e do país. O filme faz um passeio pela memória da comunidade antes mesmo da fundação da agremiação em abril de 1928. Imagens de acervo mostram a chegada dos primeiros moradores ao morro e a construção das primeiras casas populares na região. Os muitos talentos nascidos sob o manto verde e rosa recordam as várias histórias vividas dentro do barracão.

Moacyr Luz e O Samba do Trabalhador
Terça, dia 6, às 18h
Classificação: Livre
Sinopse: Moacyr Luz lidera uma roda de samba e toca violão ao lado de Gabriel Cavalcante e Alexandre Marmita (cavaco), Nego Alvaro (percussão), Mingo Silva (pandeiro), Daniel Neves (violão 7 cordas), Luiz Augusto e Junior de Oliveira (percussão) e Nilson Visual (surdo).  O maestro Rildo Hora é o primeiro convidado especial, seguido por Zeca Pagodinho. O show conta ainda com as participações especiais de Leila Pinheiro, Teresa Cristina e do guitarrista Ricardo Silveira.

Seleção Brasileira - O Próximo Samba
Inédito
Terça, dia 6, às 22h
Classificação: 12 anos
Sinopse: O documentário de Marcelo Lavandoski acompanha a preparação da Mangueira para o desfile de 2016, que levou à avenida o enredo vencedor do ano: “Maria Bethânia, a Menina dos Olhos de Oyá”. O filme mostra detalhes do desenho inicial das fantasias, da concepção da sinopse do tema e da escolha final do samba. A homenageada conta como recebeu a notícia do tributo, a aprovação de seu orixá para o tema e a emoção de entrar na avenida como a grande atração do desfile. As cantoras Alcione e Beth Carvalho relatam a sensação de entrar na Marquês de Sapucaí ao som da icônica bateria da agremiação e o dançarino e coreógrafo Carlinhos de Jesus resgata o sentimento de olhar para o chão e encarar a avenida ainda vazia.

Orquestra Imperial Ao Vivo
Quarta, dia 7, às 18h
Classificação: 12 anos
Sinopse: A formação é de orquestra, o repertório passa por diversos ritmos e a atitude faz referências ao Tropicalismo. Fruto da união de 19 amigos cujo objetivo era celebrar a vida e a música, a Orquestra Imperial virou uma das bandas mais criativas do país. No palco do Teatro Rival (RJ), o grupo conduz um espetáculo alegre e dançante. Com direção de Bruno Natal e Felipe Continentino, a apresentação também conta com imagens de arquivo que relembram os dez anos de carreira. Inicialmente, seus shows eram compostos por clássicos do samba e versões inusitadas. O trabalho atualmente inclui faixas inéditas e autorais, assinadas pelos próprios integrantes.

Ó Paí Ó
Quarta, dia 7, às 22h
Classificação: 14 anos
Sinopse: Em um animado cortiço do centro histórico do Pelourinho, em Salvador, tudo é compartilhado pelos seus moradores, especialmente a paixão pelo Carnaval e a antipatia pela síndica do prédio, Dona Joana (Luciana Souza). Incomodada com a farra dos condôminos, Dona Joana decide puni-los, cortando o fornecimento de água do prédio. A falta d'água faz com que o aspirante a cantor Roque (Lázaro Ramos), o motorista de táxi Reginaldo (Érico Brás) e sua esposa Maria (Valdinéia Soriano), o travesti Yolanda (Lyu Arisson), amante de Reginaldo, a jogadora de búzios Raimunda (Cássia Vale), o homossexual dono de bar Neuzão (Tânia Tôko) e sua sensual sobrinha Rosa (Emanuelle Araújo), Carmen (Auristela Sá), que realiza abortos clandestinos e ao mesmo tempo mantém um pequeno orfanato em seu apartamento, Psilene (Dira Paes), irmã de Carmen que está fazendo uma visita após um período na Europa e a Baiana (Rejane Maia), de quem todos são fregueses; se confrontem e se solidarizem perante o problema.

Alcione – Eterna Magia
Quinta, dia 8, às 18h
Classificação: Livre
Sinopse: No dia de seu aniversário, Alcione comemora no lugar preferido: o palco. A cantora reúne amigos e sucessos em um show no Rio de Janeiro, cidade que acolheu a maranhense há décadas. O registro é uma extensão do álbum homônimo, lançado pela sambista anteriormente. No repertório, além das canções presentes no disco, estão hits imortalizados em sua voz. Como boa anfitriã, Alcione traz convidados de peso para a celebração. Zeca Pagodinho, parceiro de longa data, canta “Mutirão de Amor”, primeira faixa de sua autoria gravada pela intérprete. Mesclando gêneros musicais, ela recebe a dupla sertaneja Victor & Leo para uma releitura de “Romaria”. O músico Cezinha do Acordeon traz uma pitada de forró com “Quem Me Levará Sou Eu”, em homenagem a Dominguinhos.

Vai-Vai : 80 Anos Nas Ruas
Quinta, dia 8, às 22h
Classificação: Livre
Sinopse: Através de depoimentos de membros históricos e figuras da música brasileira, o documentário narra a história de uma das mais antigas e importantes escolas de samba paulistanas, fundada em 1930 no bairro do Bixiga, em São Paulo.

Daniela Mercury - O Axé, a Voz e o Violão
Sexta, dia 9, às 18h
Classificação: Livre
Sinopse: Vinte e cinco anos depois do lançamento de seu primeiro disco, Daniela Mercury sobe ao palco do Teatro Castro Alves, em Salvador, para cantar a liberdade, em reverência à cultura e às músicas genuinamente brasileiras.

Orfeu
Sexta, dia 9, às 22h
Classificação: 18 anos
Sinopse: Baseado na peça Orfeu da Conceição, de Vinicius de Moraes, o longa foi eleito o melhor filme de 1999 no Grande Prêmio Cinema Brasil. A produção conta com um elenco formado por Toni Garrido, Patrícia França, Murilo Benício e Zezé Motta, e tem a direção musical assinada por Caetano Veloso. O filme é uma homenagem ao brilho das agremiações e traz cenas de todo o esplendor da Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro. A obra conta a história de amor do compositor de sambas Orfeu (Toni Garrido), líder da comunidade no Morro da Carioca, e Eurídice (Patrícia França), uma jovem que acaba de chegar à cidade grande em pleno Carnaval. A paixão vivida pelos dois dá margem a ciúmes e violência de pessoas próximas, levando o casal à decisão de fugir logo após o desfile da Escola de Samba Unidos da Carioca. Uma fatalidade, no entanto, muda seus destinos.

Pages