Eleições será o tema da "Parada LGBT de SP", que acontece dia 3 de junho - geraldopost

Opinião, Informação e Entretenimento.

Eleições será o tema da "Parada LGBT de SP", que acontece dia 3 de junho

Eleições será o tema da "Parada LGBT de SP", que acontece dia 3 de junho

Share This
As Eleições de 2018, este é o o tema principal da Parada LGBT de São Paulo, que acontecerá no dia 2 de junho, a partir das 12h, na Avenida Paulista. "Eleições: Poder pra LGBTI+, Nosso Voto, Nossa Voz" é o slogan da #Parada2018, tendo como justificativa a pouca representatividade que LGBTI+ possui nos poderes públicos.

A arte acima, foi selecionada em um concurso público, após mais de 20 trabalhos, serem enviados para a APOGLBT. Criada por Rafael Suriani, 37 anos: "Este tema não podia ser mais pertinente em 2018. Vivemos um momento político difícil de polarização político-ideológica no Brasil e no mundo. É importante chamar a atenção do público para o tema. Mais do que nunca, precisamos nos mobilizar e escolher bem nossos representantes", disse o artista e design gráfico.

Entre as obras de Suriani, tem uma homenagem a Pabllo Vittar:


'No Congresso Nacional, dos 581 parlamentares, temos apenas um deputado assumidamente homossexual que defende as cores da nossa bandeira. Infelizmentem, ainda são poucos os políticos heterossexuais e cisgêneros aliados que abraçam a pauta LGBTI+', explica a nota divulgada como justificativa ao tema e slogan, que ocorreu em Fevereiro.

Esta não é a primeira vez que o tema "eleição" está no foco principal da #Parada LGBT, por diversos momentos a Parada teve como tema assuntos ligados à política e leis, seja pedindo punição a homofobia ou por um estado laico.

TEMAS ANTERIORES

1997 - "Somos muitos, estamos em todas as profissões";
1998 - "Os direitos de gays, lésbicas e travestis são direitos humanos";
1999 - "Orgulho gay no Brasil, rumo ao ano 2000";
2000 - "Celebrando o Orgulho de Viver a Diversidade";
2001 - "Abraçando a Diversidade";
2002 - "Educando para a Diversidade";
2003 - "Construindo Políticas Homossexuais";
2004 - "Temos Família e Orgulho";
2005 - "Parceria civil, já. Direitos iguais! Nem mais nem menos";
2006 - "Homofobia é Crime! Direitos Sexuais são Direitos Humanos";
2007 - "Por um mundo sem Racismo, Machismo e Homofobia";
2008 - "Homofobia Mata! Por um Estado Laico de Fato";
2009 - "Sem Homofobia, Mais Cidadania – Pela Isonomia dos Direitos!";
2010 - "Vote Contra a Homofobia: Defenda a Cidadania!";
2011 - "Amai-vos uns aos outros: basta de homofobia!";
2012 - "Homofobia tem cura: educação e criminalização";
2013 - "Para o armário nunca mais – União e conscientização na luta contra a homofobia.";
2014 - "País vencedor é país sem homolesbostranfobia: chega de mortes! Criminalização já!";
2015 - "Eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim: respeitem-me";
2016 - "Lei de identidade de gênero, já! - Todas as pessoas juntas contra a Transfobia!";
2017 - "Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei! Todas e todos por um Estado Laico".

GUINNESS BOOK

A #ParadaLGBT é a maior manifestação política do país, chegando a levar impressionantes 3 milhões de pessoas para a Avenida Paulista. Em 2006, entrou para o livros dos recordes  "Guinness Book", como maior do gênero no mundo, naquele ano o número de pessoas foi tão grande que o então Prefeito da Cidade de São Paulo, Gilberto Kassab disse que 'achava difícil' o evento ser na Avenida Paulista no ano seguinte, em vão. A Parada LGBt continua sendo realizada na via mais politizada do Estado.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de São Paulo - ABIH-SP, a estimativa foi que o evento tenha movimentado R$ 2,4 milhões por dia, em 2017.

Pages