About Me

OPINIÃO: O abuso da TV aberta e o descaso do MP

"A verdade é que se o Ministério Público fosse realmente competente já teria tirado este programa do ar, que é a maior demonstração da banalidade humana na televisão brasileira."
Não me lembro de uma polêmica tão grande, quando a esta que a Rede Globo e seu show de realidade BBB tem enfrentando na última semana. para os desavisados, tudo começou com um casal com alto teor alcoolico no sangue, foi fazer um cafuné, mais avançado, literalmente debaixo dos panos (no caso o edredon). Aí começam uma série de informações, versões e histórias desencontradas, acusações contra o 'brother' Daniel foi tamanha, que seu nome foi atrelado a 'estuprador'.
Em meio a isso tudo a Rede Globo se fez de desavisada e nada comentou o assunto na noite de Domingo (15), seguiu o programa normalmente e somente no dia seguinte, dia de expediente e de 'vida normal', da sociedade brasileira que o negócio começou a esquentar, a esquentar bem mais que os próprios ânimos do 'abusador' e da 'abusada'. E lá vem bomba.
Se houve não estupro, isso eu não posso afirmar. Mas o que está óbvio é que a moça 'abusada' disse que estava consciente e deixou que tudo acontecesse, após dizer que não se lembrava de nada. É uma série de informações desencontradas que o desenlace se deu na expulsão do rapaz do programa, por 'grave comportamento inadequado', mas qual comportamento foi este? Nada foi comprovado até agora.
Daniel, um modelo, boa pinta, jovem e com uma vida toda pela frente está isolado da família, está com passaporte bloqueado e nada, nada mais foi comentado pela emissora. O que devemos entender é que tudo o que se passar na principal emissora do país, em termos de audiência, tudo ganha uma proporção gigantesca. Mas nada mais do que uma simples pegação está comprovada. Nem mesmo o verdadeiro motivo da 'retirada' de Daniel do programa.
O que a Rede Globo precisa entender é que ela precisa ser mais clara e objetiva. Mas não, para ter ainda mais audiência, ela varia entre a manipulação de resultados - afinal ela retirou o prêmio de R$ 1,5 milhão das mão do rapaz - e a obsessão por audiência, no custe o que custar. E o pior de tudo isso, são as suas concorrentes, que adoram jogar pedras em seu telhado, explorarem a baixaria da líder para ter audiência.
A verdade é que se o Ministério Público fosse realmente competente já teria tirado este programa do ar, que é a maior demonstração da banalidade humana na televisão brasileira.

Postar um comentário

0 Comentários