About Me

HOMOFOBIA: Indiano pode pegar até 10 anos de prisão nos EUA por homofobia

Um indiano foi condenado e poderá pegar até 10 anos de prisão por ter publicado a relação sexual de seu colega de quarto, que após sofrer bullying
Dharun Ravi colocou uma câmera escondida no quarto em que dividia com o também estudante Tyler Clementi, gravou secretamente e publicou na internet a relação sexual de Clementi com outro homem, de 30 anos. Eles dividiam um dormitório na Universidade de Rutgers, Nova Jersey. Ravi foi considerado culpado e poderá pegar 10 anos de prisão, no entanto, Ravi não foi condenado pela morte de Clementi - que se matou dias depois da publicação da gravação se jogando da ponte George Washington, segundo reportagem do portal de notícias G1 e France Presse, mas por todas as outras 15 acusações, segundo reportagem do Jornal Nacional, da Rede Globo, nesta sexta-feira (16).
A defesa "A defesa argumentou que Ravi é imaturo, mas não homofóbico, e que teria instalado a câmera por temer que o namorado de Clementi pudesse roubar alguma coisa no quarto", informa a reportagem do JN. O grupo de defesa dos homossexuais da região a Garden State Equality elogiu o veredicto e afirmou que "Que este mostrou que o acusado foi motivado pelo preconceito. Acreditamos que este veredicto envia uma mensagem importante de que 'brincadeiras infantis' não serão desculpas para praticar bullying."
A condenação de Ravi reascendeu o debate nos Estados Unidos sobre a homofobia ele "Foi condenado por invasão de privacidade, intimidação por preconceito sexual, manipulação de testemunhas e tentativa de esconder provas porque apagou mensagens que tinha deixado em redes sociais."

Postar um comentário

0 Comentários