About Me

MADONNA: Vendas de ingressos são suspensas por 'taxa de conveniência' indevida

O PROCON suspendeu na tarde desta sexta-feira a venda dos ingressos para o show a Pop Star Madonna, o órgão notificou o T4F que produz o evento, devido a cobrança da taxa de conveniência que é cobrada indevidamente, no Estado de São Paulo.
"O órgão deu prazo até o início da tarde de ontem (19) para que a T4F deixasse de cobrar a taxa de conveniência – pois não existe “conveniência” efetiva ao consumidor...", segundo o site da revista Veja.
A empresa ainda será autuada e terá de pagar multa de R$ 400 a R$ 6,5 milhões ainda segundo o site da revista, a punição é devido ao fato da empresa ser reincidente em cobrança abusiva em taxa de vendas de ingressos e na última década foi multada em R$ 4 milhões.
Abaixo as notas do Procon e da T4F:
"Depois de notificar a T4F Entretenimentos S/A, responsável pela comercialização dos ingressos para o show da popstar Madonna em São Paulo, a Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça, determinou a suspensão das vendas, a partir da 0h da próxima segunda-feira (23), até que a empresa corrija irregularidades encontradas pela fiscalização. A empresa já recebeu a intimação sobre a decisão, na tarde desta sexta-feira (20).
O órgão deu prazo até o início da tarde de ontem (19) para que a T4F deixasse de cobrar a taxa de conveniência --pois não existe "conveniência" efetiva ao consumidor, que ao comprar pela internet ou telefone, ainda tem que pagar pela entrega do ingresso-- e realizar a pré-venda, atividade considerada discriminatória pelo órgão de defesa do consumidor do Estado. "A empresa tem que corrigir a conduta para continuar vendendo os ingressos sem lesar o consumidor", explica o diretor de fiscalização do Procon-SP, Renan Ferraciolli.
Além da medida, a empresa será autuada e poderá pagar multa entre R$ 400 a R$ 6,5 milhões, com prazo de 15 dias para apresentar defesa.
A T4F é reincidente em práticas abusivas na venda de ingressos e já foi autuada em mais de 4 milhões nos últimos dez anos. Mesmo alertada durante reunião realizada em março deste ano com o Ministério Público (MP-SP) e Procon-SP --da qual também participaram Livepass, Ingresso Fácil e Plan Produções, não modificou a conduta."

T4F
"A T4F informa que foi intimada de decisão do Procon-SP no final da tarde dessa sexta-feira, que determinou que a T4F se abstenha de promover período de pré-venda de ingressos e de cobrar taxa de conveniência para os shows da cantora Madonna em São Paulo. A T4F esclarece que se trata de uma decisão administrativa e unilateral do Procon-SP, que será impugnada pelos meios legais cabíveis".
O CASO
Os ingressos para o show da cantora que serão nos dias 4 (São Paulo) e 9 (Porto Alegre) de dezembro, começaram a ser vendidos na manhã de quarta-feira (18), às 10h foram liberados ingressos para aqueles cadastrados há anos no fã clube da cantora, às 11h para os novos 'fãs'.
Em um primeiro momentos os ingressos estavam sendo vendidos, para todos os setores, apenas como inteira, mas depois a empresa mudou liberando meia-entrada para todos os setores, antes da meia-noite a pista premium já estava esgotada.
Neste lote a empresa disponibilizou pouco mais de 7 mil ingressos para o show.

Postar um comentário

0 Comentários