About Me

Rappers gays despontam no país no movimento "queer"

Black Cracker um dos artistas gays do movimento "queer"
Reportagem do jornal Folha de S. Paulo (15/05/2012) mostra artistas gays cantando rap, mas na contramão do movimento militante que tanto o rap como artistas gays costumam fazer: levantar bandeiras.
É uma novidade no mundo do rap que costuma andar de mãos dadas com a homofobia em seus shows,  assim como Mano Brown canta em uma de suas músicas "Em troca de dinheiro e um carro bom, tem mano que rebola e usa até batom" a primeira rapper gay do país (título dado por ela mesma), a transexual goiana Mademoiselle Lulu Mon'Amour lança a faixa "Madame do Povo" que pode ser ouvida aqui.

Postar um comentário

0 Comentários