About Me

Claudio Manoel ataca a liberdade de expressão, na @revistaalfa

Claudio Manoel é nacionalmente conhecido como um dos cassetas, do programa global Casseta & Planeta, no ar como uma das maiores porcarias da TV brasileira, diretor do quadro "O que vi da vida" do Fantástico, também da Globo, defende a atitude de Xuxa Meneghel, que em depoimento recente se disse vítima de abuso sexual.
Colunista da revista Alfa, editora Abril, Claudio Manoel destila todo seu veneno (O que vi da Xuxa) contra aqueles que criticaram a apresentadora infantil, ex-modelo, ex-Senna e ex-Pelé, abomina a internet chamando-a de "Infernet" e todos aqueles que criticaram a apresentadora de fascistas "Com 140 caracteres e anonimato é moleza ser fascistas" e diz que "ridicularizar quem sofre tamanho dano não torna ninguém perspicaz", mas será que ele está sendo perspicaz?

PERSPICAZ - Acepções
■ adjetivo de dois gêneros 
1    que tem agudeza e penetração de vista; que vê bem 
2    Derivação: sentido figurado. 
     que tem agudeza de espírito; sagaz, inteligente 
O mais estranho disso tudo é que Claudio Manoel dentro de toda dua 'sabedoria' se sente no direito, dever e autoridade em proliferar ofensas e babaquices contra aqueles que falaram mal de sua 'amiga', afinal, o texto está claro seu carinho por Meneghel, ele desfila todos os elogios a apresentadora - não que ela não mereça, pelo contrário eu adoro a Xuxa -, mas cai em contradição de forma categórica.
Ele perde toda razão, quando destoa seu veneno, contra quem ele gosta, afinal, se eles não queria repercussão, para o bem ou para o 'mal', simplesmente não colocasse a cara na tevê, que é o mesmo que colocar a cara para bater.

Postar um comentário

0 Comentários