About Me

PARADA GAY: Continua repercussão da 16ª edição do evento; "Para mim, essa é uma estimativa bastante equivocada" APOGLBT

Foto vencedora da programa da Folha, @victornascimento publicou no Istragam da @folhadespaulo


"Para mim, essa é uma estimativa bastante equivocada",
afirmou Fernando Quaresma, presidente da APOGLBT, que organiza da Parada, em entrevista ao Estadão.


Segundo pesquisa do Datafolha publicada hoje mostra que a torcida corintiana é a maior na Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. Entre os frequentadores da 16ª edição que foi realizada domingo (10) 35% são corintiano, 22% são paulinos, 11% palmeirenses, 5% santistas e 3% flamenguistas. Outros 17 não torcem para nenhum time e 7% citaram outros times.

O instituto mediu também o número de pessoas no evento, que segundo pesquisa científica exclusiva e inédita foram 270 mil participantes, causando polêmica nesta segunda-feira (11).

A APOGLBT publicou uma nota na noite de ontem, sobre o assunto.A verdade é que os números pouco importam. Nosso real objetivo foi alcançado: ocupamos a rua com uma manifestação pacífica e organizada que, de forma alegre e positiva, reivindicou por um país mais justo e igualitário para tod@s." diz a nota que pode ser lida AQUI.

Questionado pela reportagem da Folha sobre sua ausência na Parada no domingo, Gabriel Chalita, candidato do PMDB disse que "Até refleti se deveria ir ou não. Como eu nunca fui, achei que seria oportunismo ir agora para conseguir voto" e mais "Se fosse alguma discussão com relação à homofobia, aí eu iria. Agora, só passear em uma parada de que eu nunca participei seria demagógico."

A Secretaria de Estado da Cultura fez um boletim de ocorrência sobre o vandalismo que o Museu Gay, na estação República do Metrô, sofreu no último domingo. Em nota a Secretria informou que o Museu será reaberto no final do ano e que não pode creditar o ocorrido a 'grupos homofóbicos'.

Reportagem do Estadão informa que 71 mil pessoas passarem pelas três estações do Metrô, na Paulista no último domingo, durante a Parada Gay (entre 12h e 18h). A reportagem ainda afirma que a APOGLBT informa que 4,5 milhões de pessoas participaram do evento, mas na verdade nenhum número oficial foi dado pela Associação.

22 mil mercadorias foram apreendidas

31 pessoas foram detidas por comercializar produtos ilegais

2 ocorrências foram registradas, desde às 21h de sábado, até o fim da Parada.

16,6 vezes menor é o público que esteve presente segundo Datafolha.

Postar um comentário

0 Comentários