About Me

Glória Perez enfrenta torcida do contra até dentro da Globo

Que a novelista Glória Perez virou a queridinha - dos metralhadores de plantão - isso não existe mais dúvida, jornalistas e não jornalistas passaram os últimos sete meses metralhando qualquer passo ou fala da novela Salve Jorge.
Mas dentro da própria emissora carioca existe aquele campanha do mal, o que se pode ver com a apresentação do quadro 'Novelão' do Vídeo Show, um programinha que há anos decadente enfrenta uma crise de identidade de colocar qualquer adolescente no chinela. Nos últimos dias a novela que está sendo 'reprisada' e 'recontada' no quadro é justamente a antecessora de Salve Jorge, Avenida Brasil.
Não que a trama de João Emanuel Carneiro não fez por merecer, este não é o assunto no momento, mas fazer toda essa 'propaganda' da novela, menos de um ano após seu término e justamente na semana derradeira de Salve Jorge é muito mais que uma coincidência e sim provocação.
Alguém  do alto escalão da emissora deveria ter proibido isso, afinal, é uma propaganda do mal que se está fazendo com a novelista Glória Perez, que enfrentou além da fúria assassina da imprensa (marrom) brasileira, agora este tipo de coisa vinda diretamente dos corredores da emissora. Glória passou os últimos sete meses ouvindo, lendo e relutando contra as comparações de sua novela com a do colega Carneiro.
Esta 'reprise' de Avenida Brasil serviu nada mais do que ridicularizar a autora - que é a maior do gênero no país - perante toda a sociedade, não é a toa que novelistas como Lauro César Muniz, Marcílio Morais, Thiago Santiago e Carlos Lombardi, saíram da emissora.
A alta cúpula da emissora está mostrando toda a amadorismo de sua implantação com a nova direção, recém assumida, e começa a dar tiros nos próprios pé. Eu passei meses defendendo a trama da Glória, pelo simples fato da autora levar para a sala e a vida dos brasileiros temas em que eles jamais entenderiam, ou estudariam no fracassado sistema escolar brasileiro.
"Salve Jorge", Salvem Glória!!