About Me

17ª Parada do Orgulho LGBT é uma "luta por aceitação e contra a intolerância" diz Haddad


A prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad (PT) disse em entrevista ao portal UOL que a Parada Gay é uma "luta por aceitação e contra a intolerância" e que "aquele que é homofóbico hoje em dia já precisou lutar por sua própria liberdade em algum momento. Não podemos admitir que alguém que foi vítima de discriminação hoje persiga alguém" ao comprar os homossexuais com os judeus, cristão, negros e mulheres que "já tiveram que defender seus direitos ao longo da História."
Diferentemente da edição do ano passado Haddad subiu em um dos trios-elétricos do evento, no ano passado ele decidiu passar o feriado com a família, antes que começasse de fato a campanha à prefeitura de São Paulo.
Haddad ainda respondeu perguntas referentes ao famigerado Kit Anti-homofobia, jocosamente chamado de kit-gay pela imprensa, ele disse, segundo a reportagem, que 'já existem programas de combate à intolerância na rede de ensino municipal'.
Gilberto Kassab, ex-prefeito, não subiu em nenhum trio-elétrico no ano passado, preferindo acompanhar o evento do camarote da prefeitura.