About Me

Nana, Dori e Danilo Caymmi fazem show em homenagem ao pai

Assistir ao show "Nana, Dori e Danilo Caymmi - Caymmi 100 anos" foi um dos maiores prazeres da vida, impossível sair do show, que dura cerca de 100 minutos, sem repensar no seu gosto musical. É um prazer sem fim das poesias e inspirações de Caymmi, que tantos falam, mas que poucos conhecem.
Com ingressos esgotados o espetáculo é um dos maiores já apresentados pelo Sesc SP, é de um conteúdo artístico brasileiro que vale cada segundo, canções do lado B do maior compositor e poeta da música popular brasileira interpretado por nada menos que seus três filhos. Dori, Danilo e Nana Caymmi fazem interpretações categóricas de músicas como Maricotinha, Caminhos do Mar, Retirantes, O Bem do Mar, Só Louco,  Marina e Dora, esta última interpretada aos prantos por Nana Caymmi, sem dúvida o melhor do show e aclamada por um sem fim de aplausos.
Nana, a maior estrela do espetáculo, rouba acena com seus comentários pesados e até mesmo antiéticos, reclama da Rede Globo e dos irmãos que a queiram feliz quando gravou para o Som Brasil, dias após a morte do pai, "Eu perdi meu pai porra, queriam que eu ficasse feliz?" com suas típica língua afiada.
"Para a mulher é muito mais complicado sair do luto... não estou aqui cantando Dorival Caymmi, estou cantando meu pai. To cagando pro Dorival, to cantando meu pai" disse a cantora antes de interpretar aquela que ela classifica como a mais linda canção, Só Louco, a intervenção de Dori deixa a interpretação ainda mais contundente e avassaladora, impossível não se arrepiar, é inclassificável.
Ao final, o trios fazem finalmente a interpretação conjunta. A música é Marina, começada por Nana que rouba a cena com seu timbre imbatível e excelente, ao lado dos irmão tão bons quanto ela, mas Nana é fundamental para a fossa, para o amor, para a dor.
Nana é excelente por natureza.

Sesc Vila Mariana: Sábado (21h) e Domingo, às 18h. R$ 42 (ingressos esgotados).
Nana, Dori e Danilo - Caymmi
Som Livre
Preço médio: 25 reais