About Me

Opinião: Preguiça do SBT

O SBT colocou no ar esta semana uma vinheta nos seus comerciais provocando a Rede Globo com a frase "Novela pra família é aqui" no melhor estilo circo e poluição visual, marca das suas três décadas de história, a vinheta não é ápenas uma provocação - como muitas que já fizera à emissora líder no país -, mas também um retrocesso e um erro de 'continuidade' sem fim.
A vinheta vem da polêmica que o beijo entre as lésbicas Teresa e Estela, interpretadas por Fernanda Montenegro e Nathália Timberg, protagonizaram no primeiro capítulo da novela "Babilônia", segunda-feira (16) na Globo, quando políticos e telespectadores, que se dizem a favor da 'tradicional família brasileira', levantaram seus dedos hipócritas condenando a cena.
Para quem não sabe, ou não se lembra, em 2011 o SBT colocou no ar o 'primeiro beijo gay da telenovela brasileira', durante a novela Amor e Revolução, do ex-Record Tiago Santiago (tentei contato com ele, em vão). Na época a emissora decidiu colocar a cena após a Rede Globo vetar a cena na novela América (2005) de Glória Perez, no melhor estilo "vamos faezr na frente da Globo", hoje peca com atitudes tão retógrassa quanto sua programação.
O SBT fora de todos os padrões empresariais em busca de um crescimento ou permanencia entre as melhores emissoras, peca pela falta de originalidade, faz um vale-tudo por audiência, pelo bem ou pelo mal, e repercurte nas redes sociais com seus erros grosseiros e primários.
A emissora de Silvio Santos disputa com a de Edir Macedo, não apenas os pontos de audiência pela vice-liderança, mas também no apelo a fim de atingir a líder, no melhor estilo 'falta de planejamento'. Até quanto as duas emissoras irão investir no sensacionalismo barato para ter audiência, não se sabe, mas está mais do que na hora de pararem de fazer este tipo de coisa e retormar o conceito original de suas concessões: de informar e entreter, sem se vender para a 'inutilidade pública.'
Que preguiça!!