CENSURA: Globo usa faixas para amenizar nudez de modelo em abertura de novela

Oficialmente a emissora informa que nova abertura não é"compatível com os padrões morais atuais", na prática é uma censura disfarçada de 'classificação indicativa'
reprodução
Foram pouco mais de 10 minutos para que a nova versão da abertura de Mulheres de Areia de Ivani Ribeiro, não passasse de duas faixas 'desfocando' parte da nudez da modelo Mônica Carvalho na abertura da novela, ao som de Sexy Iemanjá de Pepeu Gomes. A emissora ao confirmar a reprise da novela, em Agosto, informou que iria adaptar a abertura da novela:
"Tendo como base seus Princípios e Valores, a Globo resolveu adaptar a abertura para o Vale a Pena Ver de Novo, tornando menos explícitas cenas de nudez. Embora esta abertura tenha ido ao ar com a novela em 1993, a emissora avaliou que não era compatível com os padrões morais atuais do país."
A impressão que dá é que tudo isso não passou de uma jogada de marketing para promover o relançamento da novela, pois nada foi feito além das duas faixas. Uma grande bobagem da Globo, não havia tanta necessidade, pois a trama de Glória Perez, O Clone, que antecedeu Mulheres de Areia, entregou o horário com média excelente (18 pontos). Em seu primeiro dia na reprise, Mulheres de Areia marcou 15 pontos de média (prévia divulgada pelo IBOPE), segundo a coluna Controle Remoto, do jornal O Globo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.