Waldir Maranhão, presidente interino da Câmara, decide anular processo de impeachment de Dilma

O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldyr Maranhão, que assumiu a presidência com a saída de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) decidiu anular a abertura do processo de impeachment de Dilma Rousseff (PT) votado em 17 de abril.
A oposição já anunciou que entrará com processo para reverter o caso, o "presidente do senado pode não receber essa decisão" , disse Pauderney Avelino (DM-AM), líder da oposição, e que o processo não pode voltar à Câmara já que o assunto já está sendo discutido no Senado.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.