Em 1997 a "Viradouro" era campeã com 'paradinha funk'

A Viradouro venceu o Carnaval do Rio em 1997, com o samba "Trevas! Luz! A Explosão do Universo" com 180,0 pontos. O carnavalesco era o grande Joãozinho Trinta, que levou para a avenida um carro todo preto, na alegoria Abre Alas, o "Carro do Nada", causando imensa polêmica. Neste mesmo ano a Tradição e a Caprichosos de Pilares, subiam para o grupo Especial, por ficarem em primeiro e segundo lugar no grupo A.

Na sequência do grupo Especial ficaram Mocidade Independente, Mangueira, Beija-Flor e Unidos do Porto da Pedra, que desfilaram no sábado seguinte do carnaval no Desfile das Campeãs. 

CAMPEÃ
Joãozinho Trinta, carnavalesco, comemorando o título em 1997 (Paulo Alvadia/ODia)
O destaque do desfile campeão, foi a paradinha da bateria com o ritmo do "funk", em uma época que a paradinha quase não era utilizada, veja a primeira paradinha no 5 minutos de desfile.


Desceu para o Grupo 1 em 2010 com o enredo "México, o paraíso das cores, sob o signo do sol", ficou durante quatro anos no grupo 1 e voltou ao Grupo Especial em 2015, neste ano foi novamente rebaixada ficando 2,5 pontos atrás da Vila Isabel, com o enredo "ns veia do Brasil, é a Viradouro em um dia de graça".

Em 2017 a Viradouro foi a terceira escola a desfilar na sexta-feira (24) com o enredo "E Todo Menino é Um Rei".
Tecnologia do Blogger.