Em 1979, garota não cumprimentou coronel Figueiredo por birra


Viralizou na internet neste feriado (19) um vídeo em que uma criança se nega a cumprimentar, com um aperto de mão, o presidente da república Jair Bolsonaro (PSL). A  imagem, transformada em fotografia, logo foi comparada com a imagem da pequena Rachel Clemens (na foto acima), que em setembro de 1979, se negou a cumprimentar o ultimo presidente  da Ditadura Militar, Figueiredo (Foto de Guinaldo Nicolaevsky).

As fotos, são comparadas e GERALDOPOST foi buscar informações em torno da polêmica de 1978. Rachel Coelho Menezes de Souza, tinha apenas cinco anos, quando encontrou com o general, ela estava ansiosa para o encontro pois sabia que o pai iria almoçar com o general. Todo começaram a falar para a garota cumprimentar o presidente dando a mão, de tanto falar ela se rebelou e se negou.

“Virei pra ele: ‘você sabia que você vai almoçar com meu pai hoje’? Aí todo mundo ficava assim: ‘dá a mão pra ele, dá a mão pra ele’. Eu detestei. Detesto que me mandem fazer as coisas. Não dei a mão porque eu não queria dar a mão pra ele, eu queria dar um recado pra ele”, contou a garota em entrevista ao Jornal da Globo, em 2011. Ela não quis confrontar o presidente general e último do posto no regime da Ditadura Militar. 

Embora a foto tenha se tornado um símbolo contra a Ditadura, tudo não passou de uma de uma demonstração do gênio da pequena Rachel, em um tempo que o termo “Fake News” não existia ainda. Rachel morreu em 11 de abril de 2015.

O vídeo em que a garota se nega a cumprimentar Bolsonaro, foi compartilhado por ele nas redes sociais, ao lado de uma mensagem bíblica, porém o presidente passou o maior carão com a sinceridade de uma criança.

PUBLICIDADE

Instagram

Designed by OddThemes | Distributed by Blogger Themes