'Especial Roberto Carlos' e a queda de audiência - geraldopost

Opinião, Informação e Entretenimento.


Roberto Carlos e Maria Bethânia no 'Especial RC' em 1982 (OGlobo)
A audiência do Especial Roberto Carlos vem caindo a cada ano, a repetição de músicas e, claro, as opções de outras mídias cada vez mais populares no Brasil, são dois fatores importantes para tal queda. O ranking é assustador, dos anos 2000 para cá é uma queda de quase 50%.
No ano passado o Especial Roberto Carlos teve média de 21,6 pontos, mas foi exibido em setembro de 2011, o mesmo programa foi reprisado em 26 de dezembro registrando então sua pior audiência, foram pífios 9,7 pontos, segundo o colunista Ricardo Feltrin, deixando a emissora em segundo lugar, atrás da Record que exibia o programa Domingo Espetacular.
O share, que é a participação dos televisores ligados, também caiu nestes últimos 11 anos, de 61,1% para 40,5%.

2000 - 41,7
2001 - 28,1
2002 - 30,4
2003 - 31,7
2004 - 32,7
2005 - 31,7
2006 - 29,7
2007 - 25,5
2008 - 24,8
2009 - 23,8
2010 - 24,1
2011 - 21,6 pontos, e a reprise 9,7.
EMPREGUETES
reprodução/TV Globo
Em 2012 a emissora decidiu popularizar ainda mais o programa em busca de uma maior fatia do bolo de audiência, nas participações especiais - que décadas atrás teve Maria Bethânia, Gal Costa e Tom Jobim, entre outros - hoje apela-se para artistas mais populares.
Com a exceção de Seu Jorge que canta com Roberto 'As Curvas da Estrada de Santos' e a 'Amiga da Minha Mulher' e ainda interpreta sozinho o tema de abertura de Salve Jorge. Participam do especial Michel Teló com o hit 'Ai Se Eu Te Pego' as empreguetes, da novela Cheias de Charme, que foram um dos maiores sucesso da Globo em 2012, a emissora repete e resgata uma trama que acabou há meses.
A participação de Michel Teló é obviamente com a música 'Ai Se Eu Te Pego', além do sambista Arlindo Cruz com o tema de Avenida Brasil "O Meu Lugar".
O Especial vai ao ar amanhã (25) logo após Salve Jorge.

Pages