Furo sobre "Mulher de Branco" em "Tieta" chama a atenção

Mulher de Branco atacando na novela "Tieta" (Reprodução/Canal Viva)
A novela "Tieta" é um sucesso absoluto, 29 anos após ser exibida originalmente, porém um grande furo - termo que remete à incoerências na trama - está chamando a atenção do público, o furo é sobre a identidade da Mulher de Branco na novela, que na trama exibida em 1989 ficou a cargo de Laura (Claudia Alencar), que era casada com Comandante Dário (Flávio Galvão).

Na novela de Aguinaldo Silva, Ricardo Linhares e Ana Maria Moreztshon, quando há o ataque 'do fantasma' que faz 'loucuras' com os homens da cidade, existe a sugestão de quatro pessoas podem estar por trás da personagem: Carmosina (Arlete Salles) Amorzinho (Lilia Cabral), Cinira (Rosane Gofmann) e Tonha (Yoná Magalhães), mas no final da novela o mistério é revelado.

No capítulo 47, exibido pelo Canal Viva no dia 22 de junho, que está disponível para o publico (inclusive ao não assinante) no Globo Sat Play, mostra justamente este furo. Dário e Laura estão na cama e na cena seguinte a Mulher de Branco está correndo pelas ruas de Santana do Agreste,, na sequência de cenas, Dário e Laura falam sobre o calor na cidade, que é afrodisíaco:

"Até quem já morreu. Você não vê a mulher de branco que sai do cemitério só para atacar os homens", diz Laura.

"Será que ele tá mesmo só atras disso, heim?", questiona Dário.

"Só pode ser, magina... por isso que eu não quero que o senhor, fique por aí de noite andando sozinho nestas ruas, viu?... Concorrer com defunto, eu heim... Quem sou eu", completa Laura.

Na sequência a Mulher de Branco passa correndo por Bafo de Bode que diz "Eu sou uma poia mesmo heim, nem essa aí me quer", nas cenas seguintes Tonha chega em casa e é interpelada pelo marido, Carmosinha entra na pensão, pouco antes de Cinira e por último Amorzinho, é ajudada por Leôncio a abrir a porta de casa que estava emperrada.

No capítulo 49, que foi ao ar nesta segunda-feira (26), Laura (Claudia Alencar) estava conversando com Tieta (Betty Faria), Cardo (Cassio Gabus Mendes) e o marido Dário, na cena seguinte foi dormir com o marido e teve o ataque, embora o personagem não é mostrado em cena, dormindo, ficou no ar o erro:

REPERCUSSÃO NA ÉPOCA

Revista "Contigo!" na época de exibição da novela (reprodução)
Na época da exibição original da novela, em 1989, o resumo da semana já dava pistas sobre quem seria a lendária "Mulher de Branco", em uma das matérias da revista "Contigo!" - que na época era destinada á cobertura de programas de televisão e não celebridades como hoje em dia -, Carmosina, Cinira, Tonha e Amorzinho estavam na lista de suspeitas.

O primeiro ataque foi no capitulo 27, que foi ao ar em 31 de maio pelo Canal Viva, da personagem foi com Marcolino (Otávio Augusto), que estava jantando na casa de Modesto Pires (Armando Bógus), com a esposa Juraci (Ana Lucia Torre), Dario e Laura, ao lembrar que tinha esquecido o livro na pensão de Dona Milú (Miriam Pires) foi buscá-lo, ao sair da pensão foi atacado pela "Mulher de Branco", foi a primeira demonstração do furo que foi a escolha de quem seria a mulher de branco.

CASAL LIBERAL

Comandante Dário e Laura é um casal moderno e fogoso, trocam juras de amor em público e todo mundo sabe que ele "não come fora de casa", ou seja, não sai a esposa. Nos próximos capítulos, uma noite especial no bordel da "Casa da Luz Vermelha", para arrecadar fundos para o turíbulo da igreja da cidade, embora Tieta já tenha dado ao padre, ele vai porém apenas para beber sem "petiscos".

Também nos próximos capítulos, com a chegada de Silvana (Claudia Magno) filha de Marcolino e Juraci, vai transformar a vida do casal. Silvana se mostrará interessada no comandante e Laura vai incentivar as investidas da nova amiga no marido, eles passarão então a ter um relacionamento a três.

NO TWITTER







GERALDOPOST comentou o assunto no Twitter:









Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.