About Me

ANÁLISE: Bubu Lounge perde Allan & Darllan

A saída dos sócios e idealizadores da festa Chic! deixa cada vez mais evidente o fracasso e decadência da Bubu Lounge em Pinheiros
No auge do sucesso, com Alexandre Frota dançando como gogo boys, a Bubu Lounge chegou ao seu ápice. Não custava mais que R$ 25 de consumação e o bar era no nível abaixo do chão no lounge e na pista 2 uma cortina vermelha decorava o ambiente. A Bubu reinou. Mesmo após a chegada da mega estrutura da The Week na Lapa, que era tida até então aos gays endinheirados. No aniversário do club a atração principal era sempre um show à parte, Gretchen e uma camiseta I Love Bubu fazia um mega sucesso. A FUN! era sem sombras de dúvidas uma noite perfeita, a TOP! mesmo com os héteros poderia ser igualada e a CHIC! nunca deixou a desejar.
Os anos foram passando e a concorrência foi apertando o cerco. O leque foi se abrindo cada vez mais e popularização da lista VIP chegou à principal noite do club, uma fila gigantesca era formada do lado de fora do club, o hostess colocava seus amigos primeiro e o público fiel, que idolatrava o club ficava do lado de fora. Do luxo ao lixo, da ascensão ao fracasso, da liderança à vice, a Bubu mesmo liderando como melhor boate GLS no Guia da Folha, não era mais a mesma.
Lacrada, interditada e fadada ao fracasso, foi assim que nos últimos três anos o club foi trançando sua rota, enquanto isso a concorrência era inovando, pintaram o club de branco e passaram a colocar funcionários grosseiros, não aceitam críticas e sua assessoria era totalmente despreparada. Tentaram fazer do sucesso da FUN! um anexo na Megga, tudo caiu por terra até a Megga também ser interditada, com péssimo som;, péssimo atendimento e público de terceira. O projeto de acabar com o reinado da The Week, foi ficando cada vez mais distante. Era um sonho, sem cabimento.
Agora Allan Reiss e Darllan Figgueiró saíram do club, André Almada cada vez mais visionário 'os roubou' para a The Society, projetos, sonhos e credibilidade caíram na mesma proporção que a qualidade do som e público, sem não tomarem cuidado, será mais um club extinto para o rol do circuito gay da cidade. Entrará na mesma prateleira que Massivo e Ultralounge.
Fracamente? Já vai tarde.

Postar um comentário

1 Comentários

@NelsonSheep disse…
Agradeço os comentários. Eles me incentivam ainda mais!

Abraços!