NOVELAS: Dos musicais para uma cantina italiana - geraldopost

Opinião, Informação e Entretenimento.

NOVELAS: Dos musicais para uma cantina italiana

NOVELAS: Dos musicais para uma cantina italiana

Share This
Dos musicais para a cantina na novela das oito, Daniel Boaventura é um saco no horário nobre
Boaventura no set de gravação de "Passione". (Foto: Divulgação/TV Globo)
Que Daniel Boaventura é um gato, pode até ser. Que é um bom ator, muitos não concordam. Mas o fato dele, que é um dos maiores atores dos musicais brasileiros, ser um saco na novela Passione, isso é sem sombra de dúvidas. Boaventura cai no estigma de ser um cantor de cantina italiana, onde interpreta sempre as mesmas melancólicas e chatas músicas italianas da televisão brasileira, daqui a pouco ele irá cantar tarantela.
Passione, que começou com uma trama diferente das demais, inteligente e com um texto maravilhoso, caiu na desgraça de qualquer novela, a famosa barriga. Silvio de Abreu, que é um dos mais talentosos autores de novela do país, peca com uma trama chata e 'rocambolesca' demais, fazem todos os personagens se encontrarem o que dá uma sensação de 'economizar' na Globo.
Essas músicas 'mela-cueca' que Daniel Boaventura, ou melhor, Diogo, interpreta na cantina italiana, enche o saco, Clara (Mariana Ximenes) que ficou boazinha, até dá para aguentar, Tony Ramos, sendo um italianos - após ser um indiano e um grego -, também. Mas essas músicas chatas é demais para a cabeça de qualquer um.
Cotação: Péssimo.

Pages