"Velho Chico" dá menos audiência que "Êta, Mundo Bom" e "Totalmente Demais"

A novela Velho Chico, de Benedito Ruy Barbosa, está registrando baixas audiências no horário nobre da Globo, marcou menos audiência que as novelas Êta, mundo bom e Totalmente Demais, da faixa das seis e das sete respectivamente.
Velho Chico marcou 23,8 pontos, ante 25,6 e 27,9 das novelas das seis e das sete, as informações são do site Notícias da TV.
CRISE
Coincidências à parte a novela das nove tem enfrentado uma série de problemas junto ao público, pesquisa recente mostrou que os telespectadores desaprovaram a mudança de interpretação entre Rodrigo Santoro e Antonio Fagundes, que fazem o mesmo personagem em cena. Além das incoerências como vestimenta do próprio personagem com roupas extravagantes, e incoerências com a vida real, como a trama é dirigida como se fosse em fase de época ainda.
Além dos problemas de aceitação do público junto à trama, a coautora Edmara Barbosa pediu para sair da equipe da novela por ter desavenças com o pai, Benedito. Incoerências que estavam nítidas desde o lançamento da novela em Março, quando benedito disse frases homofóbicas que logo foram rebatidas por Edmara.
"ESPERANÇA"
Esta não é a primeira vez que uma novela de Benedito dá problemas á direção da Globo, em 2002, quando Esperança, estava em cartaz na faixa das 21h - antiga faixa das 20h -, a novela enfrentou uma série de problemas de audiência, já na época os diálogos e direção afastavam o público por serem lentos demais.
Esperança substituiu a novela arrasa-quarteirão O Clone (2001-2002) de Glória Perez, que foi um tremendo sucesso registrando números acima de 50 pontos, Esperança marcou menos audiência que a novela exibida em Vale a Pena Ver de Novo, que era Por Amor, de Manoel Carlos.
"O penúltimo capítulo da reprise de 'Por Amor', na sessão 'Vale a Pena Ver de Novo', foi o campeão de ibope da Globo na quinta-feira pelo critério da participação no total de televisores ligados (share). Deu média de 32 pontos e 'share' de 64%, Esperança marcou 33 pontos e share de 52%", informa o colunista Daniel Castro, na Folha.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.