Gloria Perez é promovida na Globo e vira diretora de dramaturgia de séries - geraldopost

Opinião, Informação e Entretenimento.

Gloria Perez é promovida na Globo e vira diretora de dramaturgia de séries

Gloria Perez é promovida na Globo e vira diretora de dramaturgia de séries

Share This
A autora Gloria Perez, uma das mais polêmicas e renomadas autoras de telenovelas no Brasil, acaba de ser promovida pela Rede Globo, segundo o jornal Extra. Gloria será diretora de teledramaturgia semanal, ou seja, cuidará das séries da emissora. A novelista será subordinada de Silvio de Abreu, diretor de teledramaturgia diária da emissora, e terá como função selecionar séries de "interesse público".

"Sou uma assídua consumidora e uma estudiosa de séries e seriados há muitos anos. Espero contribuir com um olhar aberto, com assuntos que a sociedade está pronta para discutir e com sugestões de caminhos narrativos. Serei uma parceira do Silvio e das lideranças da Casa. Esse desafio e esse ambiente de grande maturidade criativa são um privilégio para um profissional com a minha trajetória", disse a autora em nota divulgada pela emissora. A diretoria de séries estava sob o comendo de Guel Arraes, que pediu para sair do cargo e voltar á área de criação e direção. Seu último trabalho tinha sido "Nada Será Como Antes", quando deixou a direção executiva da série e deixou com José Luiz Villamarim.

Gloria é autora de novelas como "A Força do Querer", "Salve Jorge", "Caminho das Índias", "América", "O Clone", Explode Coração", no ar em reprise no Canal Viva atualmente, "De Corpo e Alma", "Barriga de Aluguel", "Carmem", única fora da Rede Globo, e "Partido Alto". a autora assinou ainda o remake da novela "Pecado Capital", em 1998.

Das minisséries "Desejo", Hilda Furacão" e "Amazônia, de Galvez e Chico Mendes" além da série "Dupla Identidade", que está ganhando grande repercussão no exterior. Gloria foi ainda supervisora de texto da série "O canto da Sereia", em 2013.

A autora deu ainda dicas importantes na concepção da novela das 23h, "Liberdade, Liberdade" que passou por sérios problemas de concepção, mudando de autor no meio de sua realização.

Diferentemente da maioria dos autores, que dizem ter iniciado a carreira por mero acaso, Gloria Perez queria escrever para TV. Seu primeiro trabalho na TV foi como colaboradora da novela "Memórias de Amor", em 1979, já na TV Globo. Como não conseguia emplacar nenhuma história na emissora, decidiu dedicar-se inteiramente ao mestrado de história, mas por mero acaso encontrou uma amiga em um restaurante, essa amiga era a nora de Janete Clair, que busca por uma colaboradora, pois estava doente.

Sua primeira novela foi "Eu prometo", Gloria terminou o trabalho de Janete, que morreu durante a exibição da novela. A partir daí, a autora não parou. No ano seguinte, a Globo promoveu um casamento inusitado, entre ela e Aguinaldo Silva, escreveram juntos a novela "Partido Alto".

Pages