About Me

A falta de coerência na entrada de Marta na campanha petista


AgênciaEstado
A entrada de Marta Suplicy na campanha de Fernando Haddad pode ser um tiro no pé para a candidatura do petista, que enfrenta a árdua tarefa de subir na preferência dos leitores, afinal, Marta Suplicy perdeu as duas vezes que disputou a 'cadeira', a primeira para José Serra (em 2004) e segunda para Gilberto Kassab (2008). Bem se sabe que nas eleições em 2008, por exemplo, Gilberto Kassab venceu Marta no segundo turno das eleições com 1.338.031 votos, na época ela chegou a questionar a sexualidade do rival.
Haddad quase que dobrou na pontuação da pesquisa Datafolha, aumento este realizado entre os meses de março e junho, quando aparecia com 3% e depois com 8%, que é o número atual. De junho para agosto, quando o petista teve aparição efetiva e maior na aparição em programas oficiais, ele caiu para seis, sete e depois voltou para 8%.
Marta que era a candidata 'nata' pelo PT viu-se posta de lado por Lula e Dilma para lançarem Fernando Haddad, então Ministro da Educação, a mágoa foi tanta que faltou a inúmeros programas oficiais do partido e só agora com uma semana de horário eleitoral gratuito, entra no páreo.
O PT ainda enfrentou uma baixa significativa, quando Luiza Erundina saiu do 'cargo' de vice, quando o PT (mais precisamente Lula) fechou contrato e tirou foto apertando a mão de Paulo Maluf (foto). O PT precisa se entrosar um pouco mais, afinal, Marta que herdou a cadeira de prefeita de Celso Pitta e Paulo Maluf, enfrentou sérios problemas administrativos (fraudes) e sempre foi a maior metralhadora contra o pepista.
Chegou-se então no vale tudo do PT para eleger Haddad, talvez seja tarde demais para elegerem um prefeito, afinal, Celso Russomano parte para o primeiro lugar a 1 ponto da liderança solo, e Serra amarga mais uma vez a derrocada.
Continuo com duas perguntas na cabeça. Será que  acabou a hegemonia petista-tucana na capital paulista?  Se eleito Fernando Haddad dará qual secretaria à Maluf?

Postar um comentário

0 Comentários