About Me

BEIJO GAY: "Várias pessoas se beijando no palco. Por que não um casal de homens?" sobre a ópera 'Crepúsculo dos Deuses' em cartaz no 'Municipal'

Na trama, Siegfried é levado pelo vilão Hagen a tomar uma poção que o faz perder a memória e se apaixonar por Gutrune, irmã do Rei Gunther (Sylvia Masini/divulgação)
Com cinco horas de duração e dois intervalos de 30 minutos, a ópera Crepúsculo dos Deuses entrou em cartaz no Theatro Municipal neste final de semana, durante os intervalos será servido um jantar (não incluso no preço do ingresso) levando a duração total do espetáculo à 6h10.
Crepúsculo dos Deuses foi encenado pela primeira vez em 1876 e é a última da teatrologia "O Anel de Nibelungo" de Richard Wagner (1813 - 1883) “Nada do original foi mudado, nós respeitamos a tradição. No entanto, tudo é visto a partir dos olhos da cultura brasileira”, diz o direitor Heller-Lopes que quis retratar a cultura brasileira mas sem a 'coisa turística', segundo reportagem de Mariana Pasini no portal de notícias UOL.
Sobre o beijo gay, Heller-Lopes informa “[Haverá] várias pessoas se beijando no palco. Por que não um casal de homens? Ou de mulheres? Afinal, [a encenação] é um reflexo do nosso mundo atual.”


Theatro Municipal
(Praça Ramos de Azevedo, 1 - República - Centro. Tel.: 11.3397-0327)
1.533 lugares | Ar condicionado | Acesso para deficiente

De 12/08/2012 até 16/08/2012
Domingo: 16h, 22h 
Terça: 18h, 0h 

De 17/08/2012 até 23/08/2012
Quinta: 18h, 0h 
Sexta: 18h, 0h 
Domingo: 16h, 22h 

No dia 25/08/2012
Sábado: 16h, 22h 

Postar um comentário

0 Comentários